Tecnologia

A era das lojas conectadas: Transformando o varejo com M2M

Por Lyra M2M • 20 de junho de 2024

A adoção dos chips Machine-to-Machine (M2M) está revolucionando o setor de varejo, proporcionando uma conectividade direta e contínua entre dispositivos, sistemas e produtos.

Ao permitir que máquinas se comuniquem automaticamente umas com as outras – e sem a necessidade de intervenção humana – lojas de diversos tipos podem estar dando um passo importante rumo a uma realidade onde a experiência do usuário vem em primeiro lugar.

Há maneiras diversas de ser criativo e de surpreender as pessoas com soluções M2M no universo do varejo e de grandes lojas físicas de diversos tipos.

Isso pode ser percebido tanto internamente nas lojas e ao lado do lojista, como em beacons e formas de encantar o cliente por meio do uso de IoT (internet of things).

Para que você fique por dentro do assunto, vamos explorar algumas possibilidades quanto às lojas e o varejo de maneira geral, e qual a contribuição das tecnologias de M2M no setor.

Como os dispositivos M2M otimizam a administração no varejo?

Os chips M2M dão suporte a tecnologias e plataformas que facilitam o monitoramento contínuo de inventários, enviando alertas automáticos quando os níveis de estoque estão baixos, evitando a perda de vendas.

Além disso, eles possibilitam a rastreabilidade completa na cadeia de suprimentos, garantindo a entrega pontual e a qualidade dos produtos.

A automação de tarefas operacionais, como reabastecimento e manutenção de equipamentos, reduz custos operacionais e aumenta a eficiência, permitindo que os gerentes de varejo tomem decisões mais informadas e estratégicas.

Um exemplo de tecnologia que utiliza chips M2M para otimizar a administração no varejo é o Zebra SmartLens for Retail. Esse sistema utiliza sensores com tecnologia M2M para rastrear itens dentro da loja em tempo real.

Os sensores capturam dados sobre a localização dos produtos, níveis de estoque e comportamento dos clientes, enviando essas informações para a nuvem, onde podem ser analisadas para gerar insights valiosos.

 

Rastreabilidade na cadeia de suprimentos

Os chips M2M dão suporte para diversos tipos de tecnologia, como é o caso de dispositivos de rastreamento. No caso do varejo, isso pode ser utilizado na parte logística de itens e de remessas.

Desde o momento em que os produtos saem do fornecedor até a chegada na loja, cada etapa do processo pode ser monitorada e registrada.

Isso garante a integridade dos produtos e ajuda a identificar e resolver problemas rapidamente, como atrasos no transporte ou danos aos produtos.

Experiência do cliente melhorada por meio de dispositivos conectados

A experiência do cliente é um dos principais drivers do ponto de vista de uma empresa que investe em novas tecnologias.

Se o cliente tem uma melhor experiência em determinada loja, ela pode atrair mais pessoas e se diferenciar de outras lojas e concorrentes devido ao uso de tecnologia.

Dispositivos conectados à internet/nuvem, como beacons, espelhos inteligentes e quiosques interativos, oferecem novas maneiras de engajar e atrair os clientes.

Beacons são pequenos dispositivos que utilizam tecnologia Bluetooth para se comunicar com os smartphones dos clientes.

Quando um cliente entra na loja ou se aproxima de uma área específica, os beacons podem enviar notificações personalizadas com ofertas e promoções. Isso não só aumenta a probabilidade de venda, mas também melhora a experiência de compra ao tornar as ofertas mais relevantes para cada cliente.

Espelhos inteligentes e quiosques interativos

Espelhos inteligentes e quiosques interativos são outra inovação trazida pela IoT e por dispositivos conectados de maneira geral.

Esses dispositivos permitem que os clientes experimentem virtualmente roupas e acessórios, visualizem informações detalhadas sobre os produtos e até façam compras online enquanto estão na loja.

Eles não só tornam a experiência de compra mais divertida e envolvente, mas também ajudam os clientes a tomar decisões de compra mais informadas.

Pagamento simplificado

Com a adoção de sistemas de pagamento móveis e carteiras digitais, os clientes podem pagar por suas compras com um simples toque em seus smartphones.

Além disso, os sistemas de checkout automatizados permitem que os clientes escaneiem e paguem pelos produtos sem a necessidade de passar por um caixa tradicional, reduzindo filas e melhorando a conveniência.

O pagamento pode ser facilitado de várias maneiras em shoppings e lojas de varejo, assim como o uso de totens e de “menus” virtuais. Cabe a uma empresa que trabalhe com soluções de M2M em desenvolver novos projetos e conceitos para facilitar a decisão de compra do usuário/visitante nas lojas.

Análise de dados em tempo real em favor das lojas conectadas

A capacidade de analisar dados em tempo real é um dos maiores benefícios da IoT.

Os dados podem ser processados instantaneamente, permitindo que as lojas respondam rapidamente a mudanças nas demandas dos clientes ou a problemas operacionais.

Por exemplo, se um produto específico está vendendo mais rápido do que o esperado, a loja pode ajustar automaticamente suas campanhas de marketing para promover produtos semelhantes ou restabelecer o estoque.

Com base na análise de dados, as lojas podem personalizar suas ofertas e campanhas de marketing para diferentes segmentos de clientes.

Por exemplo, os dados de compra podem revelar que um determinado grupo demográfico prefere certos tipos de produtos. A loja pode então direcionar suas promoções e ofertas para esse grupo, aumentando a probabilidade de venda e melhorando a satisfação do cliente.

Dando um exemplo do uso de M2M em lojas e shoppings dos Estados Unidos.

Um exemplo claro de uma solução M2M que está sendo utilizada por clientes no varejo é o Sensormatic Solutions da Johnson Controls.

Esta tecnologia integra sensores e chips M2M para melhorar a experiência do cliente em diversos pontos de contato dentro de um shopping ou loja.

No caso da gestão de filas e tempo de espera, os sensores M2M monitoram o fluxo de pessoas e o tempo de espera nas filas em tempo real.

As informações são usadas para alertar os gerentes quando as filas estão ficando longas, permitindo a abertura de caixas adicionais e reduzindo o tempo de espera para os clientes.

Sensores RFID (Radio-Frequency Identification) e M2M ajudam os clientes a localizar produtos dentro da loja usando aplicativos móveis.

Por exemplo, se um cliente está procurando um produto específico, ele pode usar o aplicativo para encontrar a localização exata do item, facilitando e acelerando o processo de compra.

Conclusão

O desenvolvimento de dispositivos conectados de maneira ininterrupta a internet está otimizando a gestão de estoque e logística, melhorando a experiência do cliente e permitindo a personalização de ofertas através da análise de dados na nuvem.

As lojas que abraçam essas tecnologias estarão melhor posicionadas para competir no mercado e atender às expectativas dos consumidores, principalmente quando falamos de uma geração que muitas vezes acaba optando pela compra online e deixando a compra in loco de lado.

O futuro do varejo pode residir no uso da tecnologia, e nisso a conectividade tem um papel de destaque.

À medida que mais lojas adotam IoT e chips M2M, a indústria como um todo se moverá em direção a uma nova era de operações eficientes, experiências de cliente personalizadas e sucesso sustentável.

Caso você precise saber mais sobre esses tipos de soluções e plataformas para seu negócio, a Lyra M2M é uma empresa especializada no assunto, com mais de 15 anos de atuação neste setor.

 


Assine nossa newsletter

Mantenha-se atualizado com as últimas novidades sobre o universo de M2M e IoT.

Assinada com sucesso

Posts relacionados