Tecnologia

loT as a Service: O que é e quais são suas possibilidades nas empresas?

Por Lyra M2M • 24 de outubro de 2023

Me recordo dos tempos em que falar do “as a service” era uma incrível novidade no mercado.

Era bem interessante descobrir que muitas soluções podiam ser entregues pela nuvem (cloud) ou por serviço de “uso temporário” de plataformas.

O mercado foi evoluindo e explorando várias possibilidades, onde temos desde softwares e programas (SaaS), serviços de TI (ITaaS), serviços de banco e financeiros (BaaS) e muitos outros em franca expansão e descoberta.

Hoje o foco do artigo será a IoT as a Service, que é um assunto que encontramos muito em blogs e sites estrangeiros, mas que ainda é pouco explorado aqui no Brasil.

Há muitos significados para o termo “IoT as a Service”, sendo que para empresas como a Huawei, é um serviço de conexão de dispositivos e melhoria da conectividade para projetos de Smart Cities.

Já outras empresas encaram o IoTaaS como um suporte abrangente para tudo, de hardware a software, fornecendo a empresas e municípios implementações “plug-and-play” integradas, mesmo nas situações de IoT mais exigentes.

Mas hoje, para nós, vamos mostrar o IoT as a Service como uma solução feita sob medida, os Tailor made softwares, que nada mais são do que projetos que são feitos pelo desenvolvedor em conjunto com o seu cliente, criando soluções novas e com funções específicas.

Vamos entender um pouco melhor o assunto a seguir.

O que é IoT as a Service?

O IoT como serviço é uma forma de contratar e obter serviços e aplicações de IoT sob assinatura ou contratos flexíveis.

Além da possibilidade de alocar espaço e software na nuvem, uma empresa pode encomendar ou ter ajuda para construir softwares de IoT moldados a suas necessidades.

Esse tipo de serviço aos poucos começa a ter uma maior demanda pelo fato de muitas empresas estarem se preocupando cada vez mais com telemetria e utilização de automação de máquinas, e claro, armazenamento e leitura de dados gerados.

Há uma empresa brasileira que já possui esse tipo de serviço no mercado, que são bem disruptivas. A tomadora do serviço apresenta uma ideia ou traz algum problema que exige solução em seu mercado, e a empresa de IoT as a service cria um programa focado exatamente na necessidade que o cliente ou empresário possui.

Um dos maiores benefícios e diferenciais desse tipo de serviço é que há poucos anos atrás, uma empresa deveria contar com o que existe já no mercado a venda, senão era necessário criar um software ou programa por conta própria para viabilizar um projeto.

E esse procedimento poderia ser inviável devido ao investimento financeiro e investimento de tempo que requer.

Como tais empresas de IoTaaS já contam com moldes e produtos testados previamente, a curva de aprendizagem e de testes é muito menor ou até mesmo inexistente, fazendo com que a implementação e sucesso do projeto seja maior e menos oneroso.

Outros atributos do IoT as a Service

Uma outra forma de encarar o IoT as a Service é a questão do suporte que uma empresa oferece para seus clientes quanto o assunto é conectividade.

Como nem tudo se resolve na nuvem, as empresas que precisam melhorar e evoluir seus serviços que envolvem IoT precisam de melhores conexões, e claro, melhores Apps e softwares para operarem os dispositivos que usam.

É raro ver softwares funcionando em autarcia, o que gera uma demanda constante por outros prestadores de serviços, com seus próprios sistemas e procedimentos.

Portanto, a IoTaaS pode ser entendida como a terceirização não somente da responsabilidade sob o software de IoT, como também da estrutura e da conectividade como um todo – o que envolve a nuvem mas também uma excelente infraestrutura e de transmissão de dados por uma cadeia local ou global.

Quando há uma empresa experiente em IoTaaS envolvida no projeto, a empresa se protege de eventuais problemas de manutenção, e claro, de ter que arcar com uma solução Frankenstein.

Como criar um projeto de IoT com a ajuda da IoT as a Service?

Se você ou sua empresa precisa criar uma solução que abrange tanto o software de IoT quanto os dispositivos a serem usados, será necessário entender como um projeto de IoT é feito do zero.

Dessa forma, você entenderá cada etapa do processo e não vai se perder entre a criação do projeto, o estudo do mercado e do projeto, até a implementação e instalação dos dispositivos.

Por que as empresas gostam do universo do XaaS (all as a service)?

O modelo “as a service” permite que as empresas se adaptem rapidamente às mudanças e condições do mercado com novos aplicativos ou soluções

Afinal, há muita flexibilidade no uso e compra desses serviços e plataformas, que são chamadas de XaaS, fazendo com que o processo de contratação ou desistência de um contrato seja muito mais fluido.

Há também a questão da “elasticidade rápida”, que significa que os líderes de negócios podem simplesmente adicionar ou subtrair serviços conforme necessário, e sem a necessidade de alterarem nada em suas empresas – o que seria impossível em um cenário fora do XaaS.

Há também a questão da “elasticidade rápida”, que significa que os líderes de negócios podem simplesmente adicionar ou subtrair serviços conforme necessário, e sem a necessidade de alterarem nada em suas empresas – o que seria impossível em um cenário fora do XaaS.

Com o vasto universo do XaaS, uma empresa pode acessar rapidamente novas tecnologias, dimensionando a infraestrutura automaticamente quando os usuários ou colaboradores precisam de novos recursos ou novas funcionalidades.

Agora que você entende melhor sobre o assunto, vamos deixar algumas recomendações de leitura para ampliar seu entendimento sobre IoT e nuvem:

Conclusão:

A Lyra M2M é o seu fornecedor de conectividade as a Service, com experiência, expertise e escala para oferecer soluções robustas, customizadas com um time to market recorde.
Associada a empresas com a Thingable em projetos especiais, a sua empresa contará com aliados comprometidos com o sucesso. Ou outro blablabla
(esse jaba pode estar localizado em outra parte no fim do texto, para deixar a abertura para outras leituras no final mas precisa de uma conclusão ao artigo.


Assine nossa newsletter

Mantenha-se atualizado com as últimas novidades sobre o universo de M2M e IoT.

Assinada com sucesso

Posts relacionados